domingo, 6 de fevereiro de 2011

SANTA ÁGATA - protetora das mulheres com câncer de mama

Era uma bela jovem senhora nascida na Catânia, Itália, quando o cônsul Quitilhiano tentou atraí-la para sua esposa. Ao recusar-se para defender sua puresa e castidade, foi amarrada a uma árvore e teve suas mamas amputadas a ferro quente. Na manhã seguinte recebeu a visita de São Pedro e de um anjo que lhe fizeram uma plástica ficando perfeita. Quando o cônsul soube mandou queimá-la onde veio a falecer. Um ano após sua morte, o vulcão Etna entrou em erupção e o véu funerário de Ágata salvou a cidade de Catânia. Foi elevada a Santa e hoje é a padroeira da mastologia e das pacientes que sofrem de câncer mamário. Seu dia, 5 de Fevereiro, é tido como o dia da mamografia.

3 comentários:

  1. Olá boa tarde.
    Meu nome é Rafael, sou pesquisador sobre o câncer e suas patologias.
    Há Algum tempo eu tive um caso bem grave de câncer na minha família, onde foi muito complicado lidar com isso, pois minha tia estava bastante desanimada a abatida e procurava muita força comigo, então tive sempre que estar e me mostrar bem perante ela, para nunca desanima-la do tratamento.
    Um dia,na internet, procurando mais sobre câncer, foi onde encontrei o site institucional do Hospital de Câncer de Barretos, onde tirei muitas dúvidas que tinha e como ajudar a minha tia com seu caso, tendo muito apoio e ajuda com tudo que precisei.
    Quem quiser acessar e dar uma olhada:
    www.cliquecontraocancer.com.br

    Abraços a todos.

    ResponderExcluir
  2. ola me chamo Danielle, e minha mãe luta contra o câncer de mama desde agosto do ano passado, visite meu blog
    encarandoocancerdemama.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Oi!
    Sou vegetariana,não bebo nem fumo e com 37 anos fiz o auto exame da mama e percebi um nódulo e logo foi descoberto que era um câncer.Fiz cirurgia, quimioterapia e radioterapia.Como na época era professora nas redes municipal e estadual de ensino tinha que passar pela perícia das duas redes.Ou seja, tinha que me cuidar física e psicologicamente e enfrentar duas perícias.Passei por mastologistas, oncologistas, dermatologistas, psicólogos e psiquiatras.O cabelo e sobrancelha caíram.~Tive opção de fazer 6 sessões de quimioterapia com 3 medicamentos ou 8 sessões 4 com 2 medicamentos e 4 com um tipo de medicamento.Preferi a segunda.As quatro primeiras sessões de quimio feita a cada 21 dias(químio vermelha)teve a duração de 40 minutos cada sessão de medicamento aplicado na veia.A primeira urina saia vermelha e ficava um pouco zonza para ir até o sanitário, mas depois de 20 minutos eu mesma pegava o carro e dirigia até a minha casa.Depois de 48 horas começava a ter um tipo de febre sem coriza e ficava assim por 7 dia s .Só comia ,não conseguia beber líquido,não dormia,não conseguia me concentrar em nada ,nem para assistir a tv conseguia.Ficava só deitada ou sentada, porém não sentia enjôos ,pois pedi para meu médico que não queria ter dores de cabeça e nem enjõos,graças a Deus, não tive, mas o meu cabelo caiu após 15 dias da primeira sessão de químio.Para fazer as outras quatro sessões demorava 4 horas para aplicação do medicamento na veia.(Taxol) ficava por dois dias com uma dor invisível não muito forte mas me incomodava um pouco, nessas sessões perdi a sobrancelha que ,para mim foi pior do que cabelo, pois para substituir o cabelo eu usava peruca ou lenço , mas para pintar ou cobrir a sobrancelha era difícil.pintava com um lápis de olho e manchava para dar o tom de que tinha algo lá.Não abria nem a porta para atender alguém sem as mesmas.Para não ter depressão, pensava que estaria triste só temporariamente e pensava sempre positivo e comecei a ir atrás de meus direitos .Comprei vários livros que falavam sobre a doença e procurei interagir com outros profissionais da área de oncologia e com pessoas que tiveram ou que estavam com a doença.Pesquisei muita coisa na internet e consegui lutar para adquirir meus direitos enfrentando todo o tipo de obstáculos burocráticos por parte de médicos, peritos, secretárias escolares,junta médica.Felizmente , temos à nossa disposição vários grupos de apoio que ajudam os doentes de câncer e seua familiares.

    ResponderExcluir